PONTOS TURÍSTICOS / PONTO TURÍSTICO ESCOLHIDO

Informações Gerais

»

Históricamente, entre as décadas de 40 e 60 foram criadas 33 áreas naturais protegidas no estado, das quais 24 Reservas Florestais e dois Parques Florestais que acabaram não sendo implantados efetivamente. Em 1985 uma avaliação global das áreas protegidas estaduais apontou a seguinte situação: 24 Unidades representando 0,09% do território estadual (MILANO, s.d.).

O SEUC prevê a modificação na nomenclatura das categorias de Unidades de Conservação, e, antecipando a reclassificação das áreas do Estado, esta proposta de manejo considera a Reserva Florestal de Jurema, como um Parque Estadual, o que efetivamente acontecerá com a implantação do Sistema, muito embora ela ainda apareça no presente plano de manejo com o nome de Reserva Florestal por questões de ordem legal.

A Reserva Florestal de Jurema (Futuro Parque Estadual) é uma das poucas áreas criadas na década de 50 que realmente foram implantadas. Hoje ela assume um cunho de significativa importância, pois preserva um dos últimos remanescentes da Florestal Pluvial Tropical do Terceiro Planalto e é uma opção de lazer de educação para uma população que vive no meio rural, que tem acesso apenas a áreas já muito degradadas e de paisagem estética e ecologicamente pobres.

Segundo o Decreto nº 20.847 de 28 de janeiro de 1.956, a Reserva destinada à proteção de manancial no Patrimônio Jurema, foi considerada protetora nos termos dos artigos 3º e 4º do Código Florestal da União.

Pelo Decreto nº 8.013 de abril de 1962, a Reserva foi transferida à jurisdição do Departamento de Produção Vegetal da Secretaria de Agricultura.

Conforme Lei nº 7.055/78, artigo 33, em 08 de junho de 1981, a área é regularizada e incorporada ao patrimônio do ITCF, para fins constituição de reserva florestal.

A Reserva Florestal de Jurema, com área de 198 ha está localizada na Região Noroeste do Paraná, no Município de Amaporã. Distante 1 km da cidade de Amaporã, 33 km de Paranavaí, 507 km de Curitiba, tendo acesso pela rodovia PR 218 e situa-se geograficamente, entre as coordenadas 23º 04´ a 23º 06´ latitude Sul e 52º 46´ a 52º 48´ longitude oeste. (Fig. 3)

Apresenta os seguintes limites:

  • Norte : divisa por linha seca, numa extensão de 1.100 m
  • Leste : divisa por linha seca, numa extensão de 2.040 m
  • Sul : divisa por faixa de domínio da PR 218 por 1.060 m
  • Oeste : divisa por linha seca, numa extensão de 1.900 m

 

As informações sobre o Parque Estadual de Amaporã constantes neste site foram retirados de seu Plano de Manejo, elaborado em 1991.

Vegetação
O Parque Estadual de Amaporã está localizado na região da Floresta Estacional Semidecidual sob influência do vale do rio Ivaí, sendo a maior parte do parque ocupada por um remanescente desta floresta primitiva e no restante da área são encontradas vegetações dos tipos capoeiras e pastagens antigas, atulamente em fase bastante avançada de regeneração natural. As espécies vegetais de maior importância são: Peroba (Aspidosperma polyneuron), Marfim (Balfourodendron riedelianum), Gurucaia (Paraptadenia rígida), Ipê roxo (Tabeluia avellanedae) , Cedro (Cedrela fissilis) e Ingá (Ingá sp.).


Dentre a fauna podemos destacar a presença de espécies como : Quati (Nasua nasua), Capivara (Hidrochaerys hidrochaerys), Garça, Pato do mato, Macaco- prego (Cebus apella), Lontra (Lutra platensis), Tatu-galinha (Dasypus novemcinctus), Paca (Cuniculus paca), Cotia.

Meio Físico

Hidrografia
O Parque Estadual é banhada pelo córrego Jurema, do qual empresta o nome, tributário do Ribeirão Lica, que foi represado formando um lago artificial.

Solos
Segundo a Carta de Levantamento de Reconhecimento dos Solos do Estado do Paraná (EMBRAPA, 1981), ocorrem com predominância no Municipio de Amaporã os seguintes solos:

  • Latossolo Vermelho-Escuro-Distrófico, A moderado, textura média, fase floresta tropical subperenifólia, relevo suavemente ondulado a praticamente plano.
  • Podzólico Vermelho-Amarelo Distrófico, A moderado, textura arenosa a média, fase floresta tropical subperenifólia, relevo suave-ondulado.

São solos formados predominantemente a partir de materiais provenientes de decomposição do Arenito Caiuá, do grupo São Bento, do Cretáceo.Quanto à utilização, são de baixa fertilidade natural e bastante susceptível à erosão, o que faz com que além de adubações para elevar e manter uma boa fertilidade, são necessárias também práticas conservacionistas intensas.

Clima
Segundo a classificação climática de Koeppen o clima da região é do tipo Cfa (mesotérmico úmido, sem estação seca e com verão quente), sendo a temperatura média do mês frio abaixo de 18ºC e temperatura média do mês mais quente acima de 22ºC.

Dados da Faculdade Estadual de Paranavaí indicam:

  • Precipitação: média anual (1.200 a 1.400 m)
  • Trimestre mais chuvoso: dezembro, janeiro, fevereiro (250 a 400 mm)
  • Temperatura: média anual 21 a22ºC; média do mês mais quente 24 a 25ºC, fevereiro
  • Média do mês mais frio 17 a 18ºC - julho; média anual máxima: 28 a 29ºC; média anual mínima: 15 a 16ºC
  • Umidade relativa do ar: média anual 75%; evapotranspiração potencial anual: 1.000 a 1.100 mm.

Localização e Acesso 

Localização
O Parque Estadual de Amaporã esta localizado na Região Noroeste do Estado do Paraná, no Município de Amaporã. Distante 1 km da cidade de Amaporã, 33 km de Paranavaí, 507 km de Curitiba. Situa-se, geograficamente, entre as coordenadas 23º 04' a 23º 06' latitude Sul e 52º46' a 52º 48' longitude Oeste.

Acesso
Sai de Paranavaí pela PR 218, passando Amaporã, segue pela rodovia com destino a Planaltina do Paraná, após passar a cidade de Amaporã 1km, tem um portal à direita com a identificação do Parque.

Atrativos e Atividades

O Parque Estadual de Amaporã desde quando foi criado, tem sido uma área de grande importância no contexto regional, em se tratando de área destinada a visitação, fins educacionais, pesquisas, lazer e o desenvolvimento de atividades de Educação Ambiental.

Trata-se da única área a nível de região Noroeste com essas características onde se pode contemplar a natureza associado ao lazer. Nesta Unidade é possível observar, nascentes e lagos sem qualquer tipo de poluição ou assoreamento, árvores de grande importância ambiental e econômica ora existente na região além de algumas espécies da fauna regional.
 

Algumas espécies nobres da região são encontradas, tais como: Ipê Roxo, Cedro, Peroba, Gurucaia, Pau Marfim, Louro Pardo Canafístula. Temos ainda várias nascentes d’água que dão origem ao ribeirão Jurema, Mata Ciliar Protegida, Represas d’água, Trilha interpretativa, áreas de lazer, recreação, e Centro de Educação Ambiental.  

 

Centro de Visitantes
 
Ao chegar no parque o visitante deverá ir ate o Centro de Visitantes, onde será preenchido um cadastro, visando sua segurança durante a visitação da área, e onde lhe serão repassadas informações gerais sobre o Parque (recursos audiovisuais). No Centro de Visitantes há local para estacionamento, materiais educativos e informativos sobre o Parque, sanitários e água potável.


Área de lazer I
Local com 10 conjuntos de mesas, bancos, lixeiras, W.C e churrasqueiras, com recreação, e lazer, para atender grupos de no máximo 06 pessoas.

Área de lazer II
Local com 06 quiosques, também para grupos pequenos, contendo mesa, bancos, lixeira, local para chapa a gás e/ou similares, piquenique e descanso.

Área de banho
Local destinado para banho pelos visitantes de todas as idades, sendo vedado atividades de competição.

Trilha do ipê
800 metros de percurso, com duração de 50 minutos, passando entre uma diversidade da fauna e flora de grande beleza. Utilizada para trabalhos de interpretação da natureza, educação ambiental, resgatando o passado de varias gerações desde sua colonização.

Trilha alternativa
1.200 metros de percurso, com duração de 90 minutos.
Trilha para atender os trabalhos com visitantes de universidades, pesquisadores onde poderá ser feita a comparação de diversos estágios de vegetação.

Atividades recreativas
A unidade dispõe Locais de recreação destinados a todas as idades, como campo de bola, área de descanso, área para banho, etc.

Informações aos Visitantes

Horário de Funcionamento
O Parque está aberto de terça-feira a domingo e feriados das 08:00 às 17:00 horas.

Agendamento
Na sede do Parque pelo telefone e fax (44) 3437-1170.

Cadastro
No Parque existe o cadastro de visitantes, que deve ser preenchido na chegada à Unidade de Conservação, para segurança do visitante e para a gerência do parque elaborar estatísticas de atividades, acesso, procedência, faixa etária, etc.


Equipamentos Importantes
Calçados e roupas adequados para caminhadas e banho, repelente e máquina fotográfica.

Atividades Proibidas

  • Fumar;
  • O consumo de bebidas alcoólicas;
  • Acampar;
  • Banhar-se em locais não autorizados;
  • Não são permitidos equipamentos que causem distúrbios sonoros na área;
  • Qualquer tipo de comércio ambulante na área do Parque;
  • Ingresso de animais domésticos;
  • O abandono de lixo, detritos de qualquer natureza ou outros materiais que maculem a integridade paisagística sanitária ou cênica da área;
  • Andar de carro ou moto fora do estacionamento;
  • Sair fora das trilhas previamente demarcadas e sinalizadas;
  • A prática de atos que possam provocar incêndios na área;
  • Porte de facas, facões, foices, assim como de quaisquer outras ferramentas manuais de corte, armas de fogo, motosserras e equipamentos que causem distúrbios sonoros na área;
  • Coletar, depredar, entalhar e desgalhar as espécies arbóreas mantidas nas diversas áreas do Parque;
  • Caçar, pescar, coletar e apanhar peças do meio físico e de espécimes da flora e da fauna em todas as zonas de manejo, ressalvadas aquelas com finalidades científicas, desde que autorizadas pelo IAP - Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas (DIBAP);
  • A entrada de pessoas, veículos e equipamentos dentro do Parque não autorizadas pelo IAP;
  • Alimentar e assustar os animais;
  • Qualquer dano promovido pelo visitante sujeitará o mesmo às sanções previstas na legislação ambiental vigente.


Para sua Segurança

  • Não ande em trilhas sem o acompanhamento de funcionários;
  • A UC possui carro para socorro e telefone para emergências;
  • Faça o cadastro é sua garantia de socorro numa emergência;
  • Evite tanto caminhar sozinho, como em grupos muito grandes;
  • A visita ao parque é realizada por trilhas. Evite danos ao meio ambiente não saindo das trilhas indicadas;
  • Em caso de acidente, procure avisar a administração do parque o mais rápido possível;


Lembrete

  • Antes de iniciar a caminhada, faça seu cadastro na Administração do Parque;
  • Contribua com a conservação do parque andando somente pelas trilhas sinalizadas e locais de descanso permitidos;
  • Procure andar sempre em grupos pequenos;
  • O Parque conta com equipe de voluntários monitorando as trilhas os quais poderão auxiliá-lo durante a visita.

Infraestrutura 

O Parque possui: Centro de visitantes, almoxarifado, estacionamento, área de lazer I com 10 jogos contendo mesas, churrasqueiras e lixeiras, casa do gerente, casas de guarda-parque, área de lazer II com 06 quiosques, sanitários, bebedouro e campo para recreação de grupos escolares.
 

Ficha Técnica

Ficha Técnica

 Nome da Unidade de Conservação

Parque Estadual de Amaporã

 Unidade gestora responsável

Instituto Ambiental do Paraná -IAP

 Nome do Responsável

José Nelson Campanha

 Endereço da Sede

Está localizado na região Noroeste do Estado do Paraná no Município de Amaporã.

 Telefone

(44) 3437-1170

 E-mail Unidade de Conservação peamapora@iap.pr.gov.br

 Superfície (ha)

198 ha

 Município que Abrange

Amaporã

 Estado que Abrange

Paraná

 Coordenadas Geográficas

Atitude: 23º04’55” S

Longitude: 052º47’41” W

 Data de Criação, Número do Decreto, Lei ou      Instrumento Legal

Decreto Estadual nº 20.847 de 25 de janeiro de 1956

 Plano de Manejo Concluído em 1991 e revisado em 1996

 Marcos Importantes (limites)

Norte: divisa por linha seca numa extensão de 1100m

Sul: divisa por faixa de domínio da PR 218 em 1060m

Leste: divisa por linha seca numa extensão de 2400m

Oeste: divisa por linha seca numa extensão de 1900m

 Bioma e Ecossistemas

Mata Atlântica/Floresta Estacional Semidecidual

 Atividades de Uso Público

Pesquisas científicas, atividades esportivas e de educação ambiental, lazer em geral, caminhadas e  palestras.

 Horário de Funcionamento

Terça-feira a domingo e feriados das 08:00 às 17:00 horas.

 Agendamento

Na sede do parque ou por telefone

 Infra-Estrutura

O Parque possui: Centro de visitantes, almoxarifado, estacionamento, área de lazer com mesas e churrasqueiras, casa do gerente, casa do guarda-parque, área de lazer com seis quiosques, sanitários, bebedouro e campo para recreação de grupos de escolares.

 

 Galeria de Fotos

Horário de Atendimento ao Público: Segunda à Sexta-Feira, das 08:00 às 12:00 - 13:00 às 17:00